Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O Museu das Culturas Dom Bosco - MCDB
História do Museu das Culturas Dom Bosco
Estrutura Organizacional
Equipe
Programas
Projetos
Exposições de Longa Duração
Exposições temporárias
Acervo
Museus Comunitários
Arqueologia
Etnologia
Mineralogia
Paleontologia
Zoologia
Museu de Meruri
Museu de Sangradouro
Artigos
Livros
Facebook
Orientações para Grupos Escolares
Orientações Gerais
Loja
Agendamento de grupos e escolas
Programação
Atividades
Palestras
Seminários
Oficinas
Campo Grande, 13 de Dezembro de 2017

Seminários

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
I Seminário de acessibilidade em Museus e espaços culturais do estado do RJ
15/08/11 
Por: Dirceu M. van Lonkhuijzen
De Auditório da OAB/RJ
Fonte: Arquivos do MCDB

 

LIBRAS CULTURA E LAZER NO MUSEU

Dirceu Mauricio van Lonlhuijzen
Claudia Ester Candia Soares
Shirley Vilhalva
Museu das Culturas Dom Bosco - MCDB
CENTRO DE ATENDIMENTO A PESSOA COM SURDES – CAS/SED/MS

Palavra chave: Acessibilidade, comunidade surda, acervo museológico.

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados preliminares do projeto “Libras no Museu” fruto da parceria entre o Museu das Culturas Dom Bosco – MCDB e o Centro de Atendimento a Pessoa com Surdes – CAS/SED/MS, coordenado pelas Técnicas do CAS/SED/MS, Shirley Vilhalva, Claudia Ester Candia Soares e os colaboradores surdos Jeferson Soares Candia e Ingrid da Silva Witzel, juntamente com o responsável pelo acervo de arqueologia do MCDB, Dirceu Mauricio van Lonlhuijzen.
Visando a elaboração de materiais informativos para a acessibilidade da comunidade surda ao espaço museal do MCDB. Segundo a Convenção da ONU pelos Direitos das Pessoas com Deficiência em seu artigo 30;
“garante às pessoas com deficiência a participação na vida cultural e em recreação, lazer e esporte. A arte é um valioso instrumento de transformação social, por isso, o acesso a ela deve ser universal”.
O método utilizado neste trabalho foi adaptado do método de planejamento, processo, e produto “PPP”, que se divide em: encontros regulares para troca de conhecimentos entre os técnicos em libras e os técnicos do museu, adaptação dos conceitos específicos do acervo do MCDB para a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS e a produção de materiais informativos do museu para a comunidade surda em geral.
Podemos apresentar como resultados preliminares, um técnico do MCDB capacitado para atender a comunidade surda; criação de cinco léxicos específicos ao acervo de arqueologia do MCDB e vídeos em LIBRAS.
 

 

Outras informações: http://www.facebook.com/profil?e.php?id=100000395065535#!/pho?to.php?fbid=1681781782749&set=?oa.187300561323482&type=1&thea?ter